sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Saber aprender

por Paula Oliveira (site Vagas)

Uma das questões que mais me intrigam: pessoas que tem a oportunidade de aprender e não aprendem…

Lembro claramente da faculdade, onde percebia que meus colegas de classe liam muito, assistiam às aulas e faziam provas, mas na hora de colocar em prática todo aquele conhecimento e conteúdo, não conseguiam aplicar, parecia que a prática não tinha nenhuma associação com a teoria. Eu me perguntava, será que a pessoa aprendeu?

Na minha visão não, afinal estávamos ali para adquirir um conhecimento para depois podermos aplica-los. Só que eu esqueci do detalhe que há milhões de interferências que nos atrapalham na hora de colocarmos em prática, o conhecimento adquirido.

Piaget e Vygotsky, grandes estudiosos da aprendizagem, dizem que para aprender é necessário ter uma capacidade intelectual e um ambiente que estimule o desenvolvimento. A interação entre os dois denota a capacidade de aprender de cada indivíduo e somente esta relação poderá gerar novas formas de comportamentos. Em resumo…

Um processo de aprendizagem só se concretiza quando há mudança de comportamento, mas todos nós sabemos que mudar não é fácil. Levando um pouco para a prática, o processo é simples, nos defrontamos com um conteúdo novo que nos faz pensar diferente, olhamos as nossas atitudes e mudamos a nossa forma de agir. Tão simples. Só que não!

Observem que nas três etapas temos que estar com vontade de assimilar. Isto se dá assim:

Ter vontade de entender o conteúdo novo;
Ter vontade de refletir sobre o novo e nossas ações e atitudes;
Ter vontade de mudar a forma de agir.
Podemos aprender o tempo todo, mas muitas vezes não nos permitimos aprender com todas as pessoas e todas as situações. Simplesmente escolhemos com quem ou em qual situação iremos aprender. Não temos abertura e boa vontade com todos e assim perdemos oportunidades de nos aprimorar. Isso não quer dizer que temos que assimilar tudo o que escutamos, mas temos que ouvir e fazer uma análise sobre o conteúdo que nos está sendo passado.

Quero contar um caso. Ontem eu recebi uma mensagem de um amigo agradecendo uma conversa que tivemos. Ele me contou que tinha que mudar alguns pontos da carreira, pois os chefes não estavam confiando muito no trabalho dele. Dei várias dicas de como ele poderia agir e depois deste dia começou a mudar algumas atitudes. Agora já recebeu dois projetos de maior complexidade. Acredito que ele foi aberto para poder ouvir e aprender com uma simples conversa.


Hoje eu faço um grande esforço para compreender com quem eu não aprendo e o porquê, pois se eu conseguir perceber as causas deste bloqueio eu conseguirei ampliar as minha possibilidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário