quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Ilhas salomao O GRITO


" Nas Ilhas Salomão, no Pacífico Sul, os nativos descobriram um jeito inusitado de derrubar árvores. Se algum tronco é grosso demais para ser abatido a machado, os nativos o cortam à gritos. Lenhadores dotados de poderes misteriosos sobem na árvore de manhã bem cedinho e, de repente, põe-se aos berros. E durante 30 dias, continuam berrando. A árvore morre e cai por terra. A explicação, dizem eles, é que, com a gritaria, matam o espírito da árvore e , ainda segundo os nativos, o método nunca falha.

Pobres inocentes e ingênuos! Como são pitorescos os hábitos da Selva! Imaginem só, derrubar árvores no grito... Que coisa mais primitiva! Que pena que não tenham ainda conquistado as vantagens da tecnologia moderna e da ciência!

E eu? Sim, grito com a minha mulher, grito ao telefone e grito também com o meu aparelho de cortar grama. Berro com a televisão, com o jornal, com os meus filhos. Até fui visto, de punhos cerrados, berrando contra os céus.
Meu vizinho vive gritando com o seu carro.
E para que serve tanta gritaria?
Sim é possível que os nativos da ilha tenham feito uma grande descoberta: seres vivos em geral, gente, árvores, são extremamente sensíveis a gritos. Gritar nestes casos, pode acabar matando o espírito que há em cada ser vivo. Com paus e pedras podemos partir ossos, mas com palavras partimos os corações."

Lembre-se: comunicação é a base dos relacionamentos.
As palavras devem ser suaves, pois os argumentos é que devem ser fortes.
A Qualidade do seu ambiente de trabalho  e da sua casa começa pelas suas atitudes consigo e com os demais. 


Sucesso em sua vida.

Este texto foi extraido do blog do Wilson Luquesi 

Nenhum comentário:

Postar um comentário