Take Ensina

Minha foto

Tenho uma produtora de videos a Take Seven video e produções e professor de cinema radio e TV também como professor de criatividade em propaganda criação publicitaria e velejar que sempre fez parte do meu DNA e agora, além de minha maior diversão, é também o meu trabalho. Quiseram as forças do destino, com a ajuda de alguns amigos, que eu embarcasse na tripulação da DYC, uma empresa de excelência na locação de veleiros de 36 a 41 pés, atuando como skyper e responsável pelas vendas em São Paulo e região. Convido você a conhecer um pouco mais deste mundo feito de mar, sol e velejadas emocionantes, em Angra dos Reis, uma das paisagens mais bonitas do nosso litoral.
 .estas são minhas três principais atividades profissionais.  

quarta-feira, 14 de julho de 2010

OS ELEMENTOS (PLANOS) QUE DETERMINAM A LINGUAGEM CINEMATOGRAFICA

Os elementos que determinam a linguagem cinematográfica, são cinco, e tem funções especificas para definir como a imagem vai aparecer na tela. Eu optei por utilizar uma nomenclatura em português, sempre que possível, para nomear os planos e ações decorrentes da utilização destes elementos.Em muitos livros existem as nomenclaturas em inglês ou francês, que também são validos.
1 ENQUADRAMENTO
É a ação de enquadrar uma imagem dando-lhe a dimensão exata de como ela será apresentada aos espectadores. Em suma é o plano que vai ser apresentado na tela do cinema ou da televisão. Para a escolha adequada deste plano ou forma de apresentar a imagem, existem tipos de enquadramentos que servem para evidenciar o que se quer transmitir.
PLANOS DE AÇÃO COSMICA OU ESPACIAL - São aqueles tomados de grande distância, sem nenhum compromisso sonoro ou visual com o contexto da História a não ser o de determinar geograficamente, onde transcorre a ação. Eles são basicamente três:
clip_image002GPG - Grande Plano Geral, podem ser cenas aéreas ou mesmo terrestres, aonde não se identificam vozes, sons ou personagens .Plano típico do cinema. Tem como principal função descrever o cenário. Por ser um plano com ângulo de visão muito aberto é praticamente impossível perceber a ação ou identificar os personagens. Devido à grande quantidade de pormenores, o GPG necessita de um tempo maior de projeção, para que o espectador perceba os detalhes da imagem. No cinema, normalmente, um grande plano geral tem uma duração variando entre 8 e 12 segundos.
PG - Plano Geral, embora mais próximo do que o plano anterior, serve apenas para apresentar o local onde ocorre a ação, sem identificar falas ou personagens. plano geral possui um ângulo de visão menor que o GPG. Percebe-se a figura humana,porém, é difícil reconhecer os personagens e a ação. O PG é um plano descritivo e serve, principalmente, para mostrar a posição dos personagens em cena. No cinema o PG tem duração de 5 a 9 segundos.

PC - Plano de Conjunto, também com a função de localizar a ação, por ser mais próximo, pode ser acrescido de ruídos, falas e gritos. O plano conjunto apresenta o personagem, ou um grupo de pessoas no cenário, e permite reconhecer os atores e a movimentação em cena. A ação, no entanto, não é visualizada nós mínimos detalhes. Por exemplo: se uma atriz coloca alguma coisa no bolso do paletó de um ator, percebe-se o movimento dos braços e das mãos, sem, no entanto, identificar-se o objetivo. É por este motivo que o PC é um plano com caráter descritivo e narrativo, com uma tendência maior para a descrição, já que as ações não são totalmente percebidas. No cinema a duração de um PC varia, em média, de 4 a 8 segundos.
A duração de cada plano e uma sugestão e o tempo exato  de cada plano fica a cargo do diretor ou montador e o critério e a narrativa que a direção de arte pretende dar ao filme.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

NARRATIVAS CINEMATOGRAFICAS

 

Os tipos de narrativas utilizam-se dos recursos de montagem, a manipulação do tempo/espaço, utilização da iluminação e outros meios para construir um enredo, contar uma história. As formas narrativas influenciam o psique do espectador para que ele tenha as sensações que o diretor deseja causar.

Os principais tipos de narrativa.

Linear – É a narrativa que tem apenas um fio condutor. A história tem um começo, meio e fim, sem interferências. Comerciais de TV 

Binária – É a narrativa em que desenvolve duas histórias paralelas independentes até chegarem num ponto de cruzamento e chegar ao final.

Circular – É a forma narrativa em que a história termina onde começou, fechando-se assim um círculo. A história reencontra o seu começo para terminar. Titanic Titanic

Inserção – É a narrativa na qual o tempo e o espaço são manipulados na edição de montagem e criando o seu ritmo. Estes filmes são também chamados de filmes de montagem. Uma característica fundamental é o fato de que para realizar estes tipos de filmes, todas as cenas que vierem a ser utilizadas são filmadas, com a mesma direção de fotografia ,não se lançando mão para arquivos ou “stock shots”.

Fragmentária – É caracterizada pela desorganização de imagens de diversas procedências, filmadas pela a equipe que vai realizar o filme, compradas de arquivos ou de “stock shots”.Alguns Vídeo clipes

Polifônica – É a forma narrativa onde são contadas diversas histórias se desenvolvendo simultaneamente. -pulp-fictionNão ocorre necessariamente uma ligação entre elas. Este tipo de narrativa exige muito conhecimento de como fazer e não é muito comum pela dificuldade. Pulp Fiction .Imagens de stockshot sao imagens compradas de bancos de imagens. 

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Cenas e seqüências por indiana Jones

Quando contamos uma historia a uma pessoa, nos preocupamos em contá-la de forma linear pois assim ela nos compreenderá melhor.Quando lemos um livro, temos vários capítulos e que somados, os capítulos darão o entendimento da estória. No cinema acontece o mesmo só clip_image002que chamamos de cenas e seqüências, uma seqüências e composta por varias cenas que contam uma pequena parte da historia e a soma das varias seqüências e que dará a compreensão do filme e assim o seu entendimento da estória.No cinema usamos cenas e seqüências ai temos a os rudimentos da narrativa e da montagem artística que são as historias paralelas criadas por Edwin Porter. Agora começamos a falar de linguagem cinematografica, a gramática das imagens. Como exemplo peguei um trecho do filme Indiana Jones e os caçadores da arca perdida Um clássico de aventura que emociona muito, alias a serie toda. Se lermos a claquete do filme, vamos ver as informações sobre cenas e seqüências.

 Seq.1

Seq.2

A montagem diz respeito a narrativa ou seja a forma como queremos que a nossa historia seja entendida pelo nosso publico. Estas narrativas podem ser de varias formas, linear ,binária ou polifônica .